Agentes Biológicos de deterioração do Acervo

Os agentes biológicos como insectos, fungos e roedores constituem ameaças sérias na degradação de acervos documentais, na medida em que podem originar danos considerados enumeras vezes irreparáveis. Para tal, a vigilância e um controlo de proliferação devem ser adoptados sistematicamente integrados na política de preservação de acervos pois, a proliferação destes organismos ocorre de modo bastante rápido se as condições em que estiverem instalados não forem as mais adequadas.

Neste âmbito, os métodos de controlo envolvem o uso de produtos químicos que, uma vez aplicados, necessita de orientação face aos riscos de danos à integridade das obras e à saúde dos funcionários e utilizadores das unidades de informação.

Microorganismos

  • Bactérias - aspecto mais compacto, diferentes cores, que no final, face à decomposição do suporte se tornam castaho escuro.
  • Fungos - actuam decompondo a celulose, grande parte deles produzem pigmentos que mancham o papel. Desta forma, causam manchas, formam bolores e os seus esporos, em grandes quantidades, dão a impressão de um pó.

Insectos

O ataque de insectos tem provocado graves danos a arquivos e bibliotecas, destruindo colecções e documentos preciosos. Os principais insectos são:
-> Anobiídeos (brocas ou carunchos)
-> Thysanura (traça)
-> Blatta orientalis (barata)

  • Traças - desbastam couros, papéis e fotografias pela superfície e instalam-se e desenvolvem-se em locais escuros e especialmente húmidos.
  • Baratas - preferem os locais escuros, questes e húmidos. Em geral desenvolvem-se nos depósitos e nos condutores de instalações hidráulicas e eléctricas. São atraídas para os ambientes pelos resíduos alimentares.
  • Cupins - alimentam-se da celulose da madeira e dos papéis. São muito resistentes e viviem em colónias organizadas. Classificam-se em dois grupos: os de solo e os de madeira. Em ambos os tipos, estes atacam igualmente as colecções documentais.
cupimvg1.jpg
exemplodecupimgb6.jpg
  • Brocas - são vulgarmente denominados de brocas, carunchos ou besourinho. Estes insectos perfuram as folhas compactas ou de encadernados, até rendilhá-las, impossibilitando a leitura do texto.
brocas02sz3.gif
exemplodebrocavl2.jpg
  • Piolhos - pequenos insectos de cor amarelo-avermelhado, são frequentemente encontrados entre as folhas. São insectos que não atacam directamente o documento, porém alimentam-se dos fungos e de restos de outros insectos mortos e, pode causar danos nos livros, roendo as encadernações.

Roedores

  • Roedores - adaptam-se a quase todas as condições climáticas e alimentam-se de matéria orgânica, geralmente restos de alimentos. Preferem ambientes quentes, húmidos e escuros. Para se manterem aquecidos, utilizam papéis, coiro, tecidos, plásticos picados, principlamente na confecção dos ninhos para reprodução, que ocorre até dez vezes por ano. A luta contra ratos é mais difícil que a prevenção contra os insectos uma vez que podem provocar desgastes de até 20% do total do documento.
roedorkf7.jpg
Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License